Resenha: A viajante do Tempo - Outlander Livro 1 - Diana Gabaldon

sexta-feira, 29 de junho de 2018





"Porque onde todo amor existe, não há necessidade de palavras. É tudo. É imortal. E se basta."
 

Título: A viajante do Tempo
Série: Outlander #1
Autor: Diana Gabaldon
Páginas: 752
Editora: Editora Arqueiro 
Lançamento: 2014
SKOOB
Compre: Amazon
Classificação: 5/5 + Favorito





Fim da Segunda Guerra Mundial, 1945.
Claire é enfermeira, uma mulher forte, determinada, bem a frente de seu tempo e está em uma viagem com seu marido, Frank Randall, em Inverness. 
Nas Ilhas Britânicas, conhece e se encanta com culturas diferentes, e acaba se deparando com um rito misterioso, num círculo de pedras, chamado Craigh Na Dun.
No outro dia, resolve visitar novamente, sozinha, esse círculo de pedras, e o inesperado acontece, Claire é arrastada para o passado.
Lá encontra perigos, que ameaçam sua vida e seu coração. 
E quando conhece o jovem escocês, Jamie Fraser, o coração se divide entre o amor e a vida do passado, e uma nova paixão avassaladora.





"Beijei seu rosto, úmido e salgado. Podia sentir seu coração batendo contra as minhas costelas e não desejava mais nada além de ficar ali para sempre, sem me mover, sem fazer amor, apenas respirando o mesmo ar."


Diana Gabaldon, consegue com maestria envolver o leitor numa trama dramática, cheia de aventuras e romance. 
Apesar de ser um livro enorme, com 750 páginas, a leitura é muito fluída e envolvente, não cansa em momento algum. E a diagramação é lindíssima!
Os diálogos são muito bem construídos, os personagens inesquecíveis e os cenários muito bem trabalhados! ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Outlander é um romance histórico incrível, afirmo que é um dos melhores que li até hoje!
Um leitura repleta de referências historicas e muitos momentos emocionantes e apaixonantes! Rolaram muitas lágrimas e suspiros por aqui...!
Claire e Jaime se tornaram meus personagens favoritos! E Jamie, ah Jamie... sem palavras!



Antes de fazer essa leitura, eu já havia assistido a adaptação na 
Netflix (que já tem as duas primeiras temporadas disponíveis!) e me apaixonado!


E ler, foi uma experiência ainda mais incrível.




Sobre a série:

Estrelada em pelos maravilhosos 
Caitriona BalfeSam HeughanTobias Menzies, a série foi lançada pela Starz, em 2014 e já conta com 3 temporadas, previsão para a quarta e até a confirmação para outras temporadas (que os anjos digam amém!)
Eu já assisti as 3 e sou completamente apaixonada!!!!

Confiram o trailler da primeira temporada:


Resenha: Todas as coisas belas - Matthew Quick


"Quando foi a última vez que alguém lhe perguntou se você era feliz e olhou no fundo de seus olhos, de um jeito que fez você sentir que a pessoa de fato estava interessada em saber?"




Título: Todas as coisas belas
Autor: Matthew Quick
Páginas: 272
Editora: Editora Intrínseca
Lançamento: 2018
SKOOB
Compre: Amazon
Classificação: 4,5/5






Esse foi meu primeiro contato com a escrita do Quick. Sempre fui curiosa para ler algo dele, então minha expectativa estava bem alta e ele não me decepcionou. .
"Todas as coisas belas" nos apresenta a história de Nanette O'Hare, uma jovem com uma vida perfeita, um futuro todo planejado e pais que a amam. Boa filha, boa aluna, uma ótima jogadora de futebol.
Mas existe uma inquietação dentro de Nanette... Ela não se sente feliz com essa vida, vive como se tivesse representando alguém.

Mas, no último ano do colégio, ela ganha um livro de seu professor, "O ceifador de chicletes", do autor Nigel Booker, é um clássico que conquista Nanette desde as primeiras páginas, desperta novos sentimentos, questionamentos e desejos.

Ela não se contenta com o livro, e assim, conhece o autor e acaba se tornando amiga dele, e através dele, conhece outros jovens que também se encantaram por esse romance, entre eles Alex, por quem se apaixona e se torna seu primeiro amor.



Impulsionada por novos sentimentos e um novo mundo descoberto, Nanette toma decisões importantes sobre sua vida, mas tudo tem um preço. .
Eu adorei a escrita do Matthew Quick. Fluída, envolvente, com humor e muita sensibilidade.
Nanette é uma personagem muito real, me identifiquei com vários dramas que ela viveu ao longo do livro e lembrei muito da minha adolescência. 
Essa fase é muito intensa, cheia de escolhas e decisões importantes. Somos cobrados a todo tempo à se encaixar num padrão. Temos muitos questionamentos e nem sempre encontramos uma resposta.

Acredito que a história de Nanette O'Hare irá inspirar muitos jovens, assim como me inspirou!


"Quem sabe entregar-se à própria natureza nos impulsiona para o desconhecido, na direção de objetivos que ainda não visualizamos, mas que existem mesmo assim."


Resenha: A pérola que rompeu a concha - Nadia Hashimi




"Animada, comecei a correr mais rápido. Ninguém me olhou duas vezes. A sensação era de que minhas pernas estavam livres, em disparada pelas ruas sem que meus joelhos batessem contra a saia e sem me preocupar com olhares de repreensão. Eu era um rapaz e parte de minha natureza era correr pelas ruas."




Título: A pérola que rompeu a concha
Autor: Nadia Hashimi
Páginas: 448
Editora: Arqueiro
Lançamento: 2018
SKOOB
Compre: Amazon
Classificação: 5/5 + Favorito







Estamos em meados de 2018 e e já tenho mais um favorito!
Além de uma autora que amei conhecer e admiro demais!

Em seu romance de estréia, Nadia Hashimi, nos apresenta uma história incrível, emocionante e inspiradora, sobre a luta das mulheres no Afeganistão.


Rahima vive com seus pais e irmãs em uma aldeia, dominada pela opressão do Talibã. Seu pai é um viciado em ópio. Sua mãe, sofre as humilhações pela família do marido e sociedade, por ser mãe apenas de meninas e não ter abençoado a família com um filho homem.
Rahima e suas irmãs não podem ir à escola, seu pai não permite que as meninas saiam sozinhas.
A única esperança para elas é o "bacha posh", um antigo costume afegão, em que uma jovem pode se vestir de menino e se comportar como tal, até chegar à puberdade. E Rahima é a escolhida entre as irmãs para viver como uma bacha posh e experimentar a liberdade de ser um menino.

Paralelamente, conhecemos a história de Shekiba, trisavó de Rahima. 
Shekiba ficou órfã muito cedo e precisou se virar sozinha e para isso também "virou um menino". Com uma vida de sofrimento e renúncia, ela enfrentou muitas provações ao longo de seu caminho.

Com história muito parecidas, essas mulheres fortes e extraordinárias, apesar de separadas por mais de um século, percorreram caminhos de privações, dores, perdas, sofrimentos, mas buscaram com coragem, a liberdade e o controle de suas próprias vidas e quem sabe até mudar o destino.



Que livro!

Esse livro poderia muito bem ser chamado " Mulheres que sofrem". Li cada capítulo com o coração apertado, por saber, que apesar de ficção, essa história se repete em várias casas no Oriente Médio.

"A pérola que rompeu a concha", nos apresenta temas extremamente importantes, como política, casamento infantil, desigualdade de gênero, violência contra a mulher, entre outros. E nos conquista com a força de personagens incrivelmente reais, fortes e inspiradoras.

Fiquei devastada com essas histórias, mas também encantada com a força dessas mulheres.


"Cada gota de conhecimento faz algum bem. Olhe para mim. Tenho sorte de saber ler. É como uma vela em algum quarto escuro. O que eu não sei, posso descobrir sozinha. É mais fácil enganar alguém que não é capaz de descobrir as coisas por conta própria."


Resenha: Amor Verdadeiro na Livraria dos Corações Solitários - Annie Darling




"Em vez de perguntar "O que Elizabeth Bennet faria?", era a hora de um modo diferente de olhar para o mundo. De uma pergunta diferente. O que Verity Love faria? E quando ela o faria?"



Título: Amor Verdadeiro na livraria dos Corações Solitários
Série: A Livraria dos Corações Solitários
Autor: Annie Darling
Páginas: 336
Editora: Editora Verus
Lançamento: 2018
SKOOB
Compre: Amazon
Classificação: 4,5/5




Estamos de volta ao universo da Livraria dos Corações Solidários!
Se você acompanhou a minha resenha do primeiro livro lá no Instagram @SteBookaholic, já sabe que eu amei! E quando soube do lançamento do segundo livro da série, fiquei super ansiosa para conhecer mais personagens maravilhosos!
E não me decepcionei!



Verity Love é uma jovem, que trabalha na "Livraria Felizes para sempre", é filha do vigário, tem quatro irmãs muito tagarelas e um gato comilão e carente.
Ela também é muito introvertida e se sente feliz sozinha, mas isso incomoda demais seus amigos, por isso, junto com suas irmãs, inventou um namorado fictício. Peter Hardy é o namorado perfeito, e o melhor, ele não existe! E esse romance imaginário acalmou as "preocupações" dos amigos de Very e a ajudou a fugir de festinhas e encontros às cegas.

Até o dia em que ela conhece Johnny, numa situação bem confusa, e acaba o apresentando para as amigas da livraria como "possível" namorado. 
Para Johnny, essa idéia tem muita utilidade, ele vive um amor proibido e não faria mal ter Very como campanheira durante o verão. O que acaba sendo um arranjo perfeito!
Mas eles tem uma única promessa: não podem se apaixonar um pelo outro...




Eu amei esse livro!
Leve, divertido, romântico e um banquete para fãs de Jane Austen, assim como eu. 
Very, nossa protagonista é louca por "Orgulho e Preconceito", sabe todos os diálogos e foi impossível não se identificar com ela!
Além disso, encontrei muito de mim em Very e a empatia foi grande. E adorei poder ver seu desenvolvimento e amadurecimento ao longo do livro.
Eu achei que havia me apaixonado por Posy (do Livro 1), me encantei ainda mais por Very!

Estou ansiosa pelo próximo livro!





Resenha: Mulheres sem nome - Martha Hall Kelly





"Às vezes nós precisamos nos sacrificar pelo bem maior."




Título: Mulheres sem nome
Autor: Martha Hall Kelly
Páginas: 496
Editora: Editora Intrínseca
Lançamento: 2018
SKOOB
Compre: Amazon
Classificação: 5/5 + Favorito






Numa viagem entre continentes, Martha Hall Kelly, nos apresenta, em seu romance de estréia, uma maravilhosa história real, sobre três mulheres fortes, determinadas, corajosas, que têm seus caminhos cruzados pela guerra.

Estamos em 1939 e a guerra bate a porta. Hitler invade a Polônia e tranforma a vida de milhões de pessoas em um verdadeiro inferno.

Em Nova York, a socialite Caroline Ferriday, dedica sua vida ao trabalho voluntário no consulado Francês. Enquanto ajuda pessoas que precisam, encontra um amor...

Na Alemanha, a Dra. Herta Oberheuser, precisa de um emprego para ajudar a família, além de alimentar sua ambição de ser uma grande médica e cirurgiã, e assim, encontra em uma vaga oferecida pelo governo em Ravensbrúck, uma grande oportunidade.

Kasia Kuzmerick é uma adolescente polonesesa apaixonada e cheia de sonhos. Mas perde toda a inocência da juventude com a chegada da guerra, quando precisa trabalhar para o movimento de resistência.



A vida dessas mulheres acaba se cruzando quando Kasia é presa e levada para o temido campo de concentração de Ravensbrúck, onde Herta atua como médica. 
Enquanto isso, Caroline intensifica suas obras para tornar o mundo um lugar melhor.

Conhecemos os caminhos, momentos de dor, sofrimentos, paixão e alegria, vividos por essas mulheres, através dos capítulos narrados por elas próprias. 

Dos Estados Unidos para a França, Polônia e Alemanha, a vida dessas três mulheres são ligadas pela guerra.

Desde o primeiro capítulo me encantei com a escrita da autora. Apesar de ser um livro com mais de 490 páginas, a narrativa é totalmente envolvente e emocionante.

A história é extremamente inspiradora!


Não conseguiria colocar todos os sentimentos que tenho por esse livro em uma resenha. Amei demais!

Caroline Ferriday é uma das personagens/pessoas mais inspiradoras que já conheci na vida!

Espero que todos, um dia, possam, apreciar esse livro maravilhoso!

Sem dúvidas, um dos melhores do ano!!!




Até onde você iria para salvar a vida daqueles que foram esquecidos?

Resenha: A luz que perdemos - Jill Santopolo




"Você me marcou. Sabia? Você. O 11 de setembro. Quem sou, as escolhas que fiz, devo a você. Por causa daquele dia."




Título: A luz que perdemos
Autor: Jill Santoollo
Páginas: 300
Editora: Editora Arqueiro
Lançamento: 2018
SKOOB
Compre: Amazon
Classificação: 4/5







Uma história sobre escolhas, paixão e destino!

Lucy e Gabe se conheceram na manhã do fatídico 11 de setembro de 2001. No dia do atentado, em que dois aviões colidiram com as Torres Gêmeas em Nova York.
Ao vivenciarem tanta dor e desespero do próximo, decidiram juntos, que fariam a diferença no mundo.
Mas eram jovem, tinham muito o que viver, e aprender sobre a vida...



Ao se reencontrarem, 1 ano depois, a atração que sentiam um pelo outro, logo se reacendeu e eles entraram em um relacionamento intenso e repleto de paixão, mas Gabe decide seguir seus sonhos e embarcar para o Oriente médio e investir na carreira de fotógrafo, deixando Lucy em Nova York. .
13 anos se passam...
Lucy conhece um novo amor, o maravilhoso Darren, dedicado e amoroso. E com ele constrói uma vida, mas seu coração nunca esqueceu Gabe, e ao longo desses anos, um misto de emoções, paixão, dor, ciúme, medo e amor, rodeou essa família e esse relacionamento.
Lucy e Gabe tiveram escolhas, a fizeram e sofreram suas consequências...

Mas até onde o destino e o livre arbítrio são capazes de orquestrar nossas vidas?



Esse livro, mexeu comigo de várias formas! 
Até agora não sei se gostei ou não do final rs...
Mas não posso deixar de dizer, que Jill Santopollo, contruiu com uma narrativa extremamente envolvente e fluída, uma história que nos faz refletir. 
Podemos acompanhar, através da narrativa de Lucy, seu amadurecimento como pessoa, os fatos que a vida lhe impõe e suas escolhas. Não concordei com muitas, mas não pude deixar de sentir empatia por ela em vários momentos.


Sem sombra de dúvidas, "A luz que perdemos" é uma história emocionante e poderosa!


Resenha: O Príncipe Serpente - Elizabeth Hoyt




"A senhorita não me conhece, não sabe quem eu sou. Salva-se. Expulse-me de sua casa. Agora. Enquanto pode, pois perdi minha determinação, minha vontade, minha própria honra... O pouco que me restava dela. Não consigo me retirar de sua presença. "



Título: O Príncipe Serpente
Trilogia dos Príncipes #3
Autor: Elizabeth Hoyt
Páginas: 364
Editora: Editora Record
Lançamento: 2017
SKOOB
Compre: Amazon
Classificação: 5/5




No último livro da "Trilogia dos Príncipes", conhecemos Lucy, uma encantadora jovem do interior.
Além de bela, ela é inteligente e muito altruísta. 
Em um dos seus inocentes passeios, tropeça em um homem caído na beira da estrada, nu e completamente machucado. Como uma alma caridosa que é, Lucy o leva para casa e cuida de seus ferimentos.

O desconhecido é Simon, um homem com o coração cheio de rancor e desejo de vingança. Ele foi atacado por inimigos, que desejavam a sua morte.
Ao acordar na casa de Lucy, ele acha que encontrou um anjo perfeito, que desperta os melhores sentimentos em seu coração.



Quando Lucy conhece o visconde , com seu charme, inteligência e trajes modernos, logo se encanta e apaixona. 
A atração entre eles é forte, mas Simon tem muitos segredos e quer proteger seu anjo deles.
Será possivel uma alma inocente se envolver com outra repleta de escuridão?

Posso dizer que fechei essa trilogia com chave de ouro!

Elizabeth Hoyt é uma autora maravilhosa!

Com uma escrita envolvente, ela nos apresenta um romance, com cenas ousadas e sensuais, e acrescenta drama na medida certa.

Os personagens são muito bem construídos e nos conquistam, assim como os outros livros da série. 

Simon é um cara incrível, mas com uma alma amargurada, que precisa de um amor para libertá-lo!

Lucy é verdadeiramente um anjo, delicada e sensível, e isso foi algo diferente, em relação aos outros livros. Senti Lucy muito submissa, ao contrário das personagens anteriores que eram fortes e empoderadas.
Mas isso não me fez gostar menos da personagem, afinal cada um tem uma personalidade, não é mesmo?!

Enfim, se você gosta de Romance de Época, com um toque hot, não pode deixar de conhecer essa trilogia maravilhosa.




Leitura indicada para maiores.