Resenha: Graphic Novel - Não era você que eu esperava

quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018




"Não era você que eu esperava... Mas estou feliz por você ter vindo!"

Título: Não era você que eu esperava
Autor: Fabien Toulmé
Páginas: 256
Editora: Nemo
Lançamento: 2017
Skoob
Compre: Amazon
Classificação: 5/5 + Favoritada





Essa é a primeira Graphic Novel do quadrinista francês, Fabien Toulmé. 
E nela, Fabién nos conta um pouco da sua experiência como pai. `É uma autobiografia.



Iniciamos a leitura conhecendo um pouco da personalidade de Fabien, em sua infância, na periferia de Orleans. 


Logo depois, um pouco mais velho, embarcamos com ele para o Brasil, em João Pessoa. 

Conhecemos sua esposa, Patricia e sua filha Louise, ambas brasileiras.

Fabien é um ótimo marido e um pai muito presente. Patrícia está grávida e ele acompanha cada consulta, exame, etc, sempre muito atencioso e apreensivo.


No meio da gestação, eles resolvem se mudar de volta para a França. 

E lá, Fabien, continua com sua preocupação e ansiedade em relação a gestação de Patricia e a saúde do bebê. 
Eles encontram, na França, um pré-Natal mais avançado e completo, mas muitos desses exames, não conseguem fazer, pois já haviam passado do tempo gestacional necessário para tal.
Patrícia é sempre calma e tranquila, mas Fabien, é extremamente preocupado.




Quando chega a hora do parto, eles precisam fazer uma cesariana de emergência e Fabien não pode assistir.

E quando ele encontra sua bebê, Julia, pela primeira vez, tem certeza que há algo "errado" com ela.

Julia, além de ter nascido com uma má formação cardíaca grave, nasceu também com uma anomalia cromossômica, a Síndrome de Down.

E com isso, Fabien entra numa espiral de negação, desespero, tristeza, raiva...






"O medo e a ignorância dessa doença, minha intolerância para com os deficientes, o olhar dos outros, meu desejo de não ter tido aquela criança, minha nova condição de pai de uma deficiente, aquela não era a Julia que eu esperava..."

Fabien se perde em medo, lágrimas, insegurança durante dias... 
Ele não sabe lidar com a nova condição de pai de uma deficiente, ele não quer aceitar.
Mas mesmo assim,  se esforça, faz pesquisas, visita a filha ainda internada, mas não se acha capaz de amá-la, acima de tudo, tem medo das consequências desse amor.

Com o tempo, Julia e Patrícia recebem alta, e uma nova fase na vida da família começa. Eles retomam a rotina, mas muitos medos ainda cercam Fabien. Apesar de ele se esforçar e cuidar de sua filha, Julia, buscar consultas, terapias, informações, ainda faltava o essencial, o amor.


Quando finalmente consegue abrir o coração, e se entregar totalmente ao amor de pai,  ele experimenta um amor sem igual!





Iniciamos o livro, com um personagem preconceituoso e intolerante, acompanhamos ao longo da narrativa, sua transformação, e finalizamos com o coração aquecido através de uma linda história de amor, um pai que descobre um amor sem barreiras e sem limites, por sua filha.

"Não era você que eu esperava" é um relato verdadeiro, honesto e emocionante!

Uma leitura que nos faz experimentar na pele, os sentimentos de um pai, e sua família.
Fabién tem um narrativa verdadeira, dolorosa e apaixonante. Ele se mostra humano. Capaz de errar e se redimir.
Além de muitas informações sobre o dia a dia, dificuldades e preconceitos vividos por uma criança especial.

Impossível ler esse livro e não sentir os medos, dores e o amor dessa família. E assim também, se apaixonar por Julia.


Os traços são encantadores, as cores lindas, e cada momento da vida das dos personagens é colorido com um tom diferente. 

Amei! Se tornou um favorito na minha estante.






"É claro que a gente merece a nossa filha... Aliás, temos muita sorte de ela ter nos escolhido."


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário