Resenha: A fúria e a aurora

quinta-feira, 5 de abril de 2018



"Sei que o amor é frágil. E amar alguém como você é quase impossível, Como segurar algo quebrado através de uma furiosa tempestade de areia. Se quer que ela o ame, proteja-a dessa tempestade..."


Título: A fúria e a Aurora
Autor: Reneé Ahdieh
Páginas: 336
Editora: Globo Alt
Lançamento: 2016
Skoob
Compre: Amazon
Classificação: 4,5/5









Essa é uma releitura do livro "As mil e uma noites", que eu não li, mas já conhecia a história por alto.

Renée Ahdieh, nos envolveu numa intensa história de fantasia, mistério e romance.



Khalid Ibn Al-Rashid, com apenas 18 anos, é o rei de Khorasan, mas ele é odiado por toda a cidade e considerado um monstro.
A cada dia, se casa com uma bela jovem e no dia seguinte, essa mesma jovem amanhece morta.

Sua última esposa foi Shiva, a melhor amiga de Sherazade.

E assim, conhecemos, nossa personagem principal. Sherazade, que com toda coragem, se candidata à esposa do Califa, para vingar a morte da amiga e para colocar fim a esse reinado de maldades.



"Uma centena de vidas por aquela que você tirou. Uma vida a cada aurora. Se você falhar uma única vez, eu lhe arrancarei seus sonhos. Vou tirar sua cidade de você. E lhe subtrairei essas vidas, milhares de vezes."

Sherazade é dona de uma beleza e inteligencia sem igual. E na noite de núpcias, ela conta uma história para o califa e não a finaliza até a aurora, e quando ele a questiona pelo fim da história, ela pede mais um dia de vida...

Encantado e surpreso com a ousadia de Sherazade, o jovem Rei, pela primeira vez, cede a tradição e mantem a vida de sua esposa.

Ela então, ganha tempo, para tramar um plano de vingança contra ele, mas quanto mais o conhece, mas seu coração fica dividido entre sentimentos novos e mistérios que rondam o castelo.

Ainda temos um terceiro personagem importante na trama, Tariq, primo de Shiva e apaixonado por Sherazade, traça um plano de resgate para sua enamorada e busca forças entre o povo revoltado, para a queda do Rei.


Eu adorei essa história! Reneé Ahdieh tem uma escrita poética e envolvente. 
Os personagens e cenários são muito bem construídos.

Sherazade é uma personagem incrível, forte e determinada! Entrou naquele castelo, com a cara e a coragem, sem saber se sobreviveria e acabou se apaixonando pelo homem na qual deveria matar, entrando numa espiral de paixão e arrependimento...
Sinceramente, eu não queria estar na pele dela!

"- Quando eu era uma garotinha em Tebas, lembro-me de ter perguntado para minha mãe o que era o céu. E ela respondeu: ‘Um coração onde o amor duela’. É claro que então eu perguntei o que era o inferno. E ela me olhou bem nos olhos e disse: ‘Um amor sem coração’."

Khalid (sim, sou intima! haha...) também é um personagem incrível, apaixonado e que sofre por amar. Rodeado de mistérios e dores do passado.


Finalizei essa leitura me perguntando, por quê demorei tanto para fazê-la?!



Já estou ansiosa para ler a sequência: "A rosa e a Adaga".

A duologia ainda ganhou, noano passado, um livro de contos: "Contos de A Fúria e a Aurora".

 


Alguns, dos meus quotes favoritos:

" - Deve ser um livro muito especial. - Todos os livros são muito especiais, querida."

"Mas não estou aqui para lutar. Estou aqui para vender."

" Amor é uma força poderosa, sayyidi. Por amor, as pessoas pensam no inconcebível... e muitas vezes fazem o impossível. Eu não menosprezaria seu poder."

"Afinal, toda história tem sua própria história."

"Eu jamais poderia amar um homem assim,,, um monstro."



Super indico essa leitura, para quem curte fantasia com uma pegada especial de romance!

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário