Resenha: Uma noiva para Winterborne - Lisa Kleipas

terça-feira, 28 de agosto de 2018





"- Você é toda minha - garantiu a voz baixa e trêmula - cada fio de cabelo. Cada parte sua foi feita para ser amada por mim."
⠀⠀⠀
Título: Uma noiva para Winterborne
Série: Os Revenels
Autor: Lisa Kleipas
Páginas: 336
Editora: Arqueiro
Lançamento: 2018
Skoob
Compre: Amazon
Classificação: 4,5/5





Conheci a Lisa com a série "Os Ravenels" e fiquei encantada com sua escrita madura, elegante, divertida e sensual.

❤Helen e Rhys, já são nossos conhecidos de "Um sedutor sem coração " (Tem resenha aqui!), primeiro livro da série. 
E " Uma noiva para Winterborne", dá sequência a esse relacionamento.



Helen, é uma jovem meiga, que foi criada no interior.
Com pais ausentes, sempre foi carente de atenção, mas se dedicava à ajudar na educação de suas irmãs.

Quando chega a idade de se casar, precisa encontrar um pretendente, mas mesmo sendo da aristocracia, corre sério risco de ficar sozinha, e assim, Rhys entra em nossa história.

Rhys Winterborne, é um comerciante muito esforçado, que conquistou uma grande fortuna e muitos patrimônios. 
Mas, mesmo sendo riquíssimo, nunca fará parte da aristocracia.

Mesmo sendo de mundos tão diferentes, quando se conhecem, encontram a solução perfeita.
Helen, precisa de uma união estável e Winterborne, um caminho para a aristocracia.

Eles só não imaginavam que uma paixão intensa os dominaria.

E o desejo é tão grande, que eles são capazes de superar até a honra.
Mas será, que só o amor basta?!

Segredos do passado de Helen e inimigos de Rhys, estão a espreita para colocar esse amor a prova!



Ai meu Deus, como amei esse romance!❤
Helen é uma querida e Rhys... socorro! Que homem!

"Cariad... não há nada gentil na forma como desejo você."

(Sentiu o arrepio?! Haha...)


Amei a trama envolvente, o suspense, o romance intenso e sensual.
Os diálogos são muito bem construídos, com humor, drama e romance na medida certa.

É dificil largar o livro! Você se vê, a cada capítulo mais envolvida na história, se colocando no lugar dos personagens, sofrendo e se apaixonando.

Alguns quotes maravilhosos:

"Você é linda como um raio de luar, cariad, e não sou um homem de altos princípios. Sou um brutamontes do norte do País de Gales, com um gosto por coisas elegantes. Sim, você era um prêmio para mim. Sempre foi. Mas queria você mais do que isso."

"Durante os minutos mais abençoados da vida de Rhys até ali, ela havia sustentado a cabeça febril dele no colo e lhe contara histórias sobre mitologia e orquídeas. Até o seu último dia na Terra, aquela seria a lembrança a que retornaria com mais frequência. Fora a primeira vez em que não havia invejado um único homem no mundo, porque ao menos naquele momento, sentira-se perto da felicidade."


Se você gosta de Romances de época, vai se apaixonar também por esse!❤



Desabafo literário

segunda-feira, 27 de agosto de 2018

Oi pessoal, tudo bem?!


Vamos bater um papo?!



Nos últimos dias, rolou na comunidade literária, um grande conflito, na minha opinião desnecessário e vergonhoso.

Tudo começou, quando um autor independente, entrou em contato com uma famosa booktuber (que trabalha há 10 anos no ramo, e já possui um grande número de seguidores e inscritos), querendo divulgar seu livro, e essa lhe enviou a tabela de preços para a prestação do serviço.

O tal autor, junto ao seu círculo (hipócrita) de amigos, ficou completamente chocado e indignado com os preços e o fato dela cobrar para usar o espaço, em seu canal, para divulgação. 

Por que? Porque na concepção dele, influenciadores digitais, no ramo da literatura, não devem cobrar por seus serviços, e sim deveriam fazer o trabalho por amor.

(Ou seja, amamos a literatura? Sim! Então, viveremos para sempre de amor, afinal, não temos despesas nenhuma, não é mesmo?! Comer, morar e se vestir pra que?)

Ora, será que críticos literários "profissionais", que amam a literatura, deveriam receber então, por seus serviços prestados?

E assim, foi gerada uma discussão, acerca do trabalho de todos os influenciadores digitais.

Quando vi esse post, fiquei sem acreditar no que estava lendo.

Como, num país como o nosso, com o nível de leitura super baixo, se encontra um autor, nacional, independente (lembrando que a literatura nacional é bem desvalorizada), que resolve atacar, pessoas, profissionais ou não, que se dispõem a divulgar e enaltecer a literatura????????

Não vou nem acrescentar o post dele aqui, porque não merece ibope!

Mas, a coisa não ficou por aí...
Alguns dias depois, saiu no site da Época, uma matéria com críticas bem expressivas a respeito do booktube.
E mais uma vez, na minha humilde opinião, desnecessária e ofensiva.


O ponto é: o que tem mais valor, a crítica de um "profissional", ou da nova geração de booktubers, bookstagrammers ou blogueiros?

Pode-se confiar na opinião desses influenciadores das redes sociais? Eles "merecem" receber por tal serviço?


Eu me pergunto se essa disputa é necessária...
Volto mais uma vez à questão, vivemos num País totalmente pobre de literatura.
Segundo pesquisa, apenas 56% dos brasileiros são leitores, e esses leem em média, apenas 4 livros por ano.

Não deveríamos comemorar, que por conta dos influenciadores digitais, que são de mais fácil acesso à população, especialmente aos jovens, temos cada vez mais acesso à literatura?!


Eu mesma, sou fruto dessa geração. Nunca me interessei pela literatura, nem fui influenciada por meus pais ou professores a ler. Mas, após descobrir canais incríveis sobre literatura, me tornei uma leitora voraz, enfrentei a depressão com a ajuda dos livros e hoje dedico grande parte do meu tempo a influenciar outras pessoas a lerem!

Por amor? Sim, não vejo minha vida sem a literatura, faz parte de mim e gostaria que muitas pessoas tivessem essa mesma experiência que eu.
Mas, o trabalho de um influenciador requer tempo e investimentos, e infelizmente não sou rica para bancar todo investimento sozinha, então nada mais justo que cobrar por um trabalho realizado por mim, não é mesmo?!

Ok! Mas como cobrar, se não existe uma formação acadêmica no ramo da literatura? É justo com os outros profissionais da área?

Eu não tenho formação na área de literatura, mas trabalho com divulgação literária há 3 anos no Instagram, tenho parcerias com editoras e autores independentes,  além de tudo, percebo que meu público se identifica comigo, na maioria mulheres, muitas mães que trabalham, se dedicam a casa, filhos, etc e descobrem no meu Instagram e blog, uma fonte de inspiração, pois eu também sou uma mulher que vive tudo isso e ainda arruma tempo para ler!

Recebo a cada dia, inúmeras mensagens de seguidoras e seguidores, que antes de descobrirem meu Instagram, não liam nada, mas que quando viram que eu consigo conciliar vida / leituras, também se sentiram capazes e embarcaram nesse mundo maravilhoso da literatura.
Vale lembrar que,  eu não descobri esse desejo de ler através de um crítico profissional. 
E talvez meus seguidores, também não encontrariam uma  identificação pessoal, com um crítico literário profissional!

Pergunto a vocês, o que há de tão ruim nisso?!!


Eu, você caro leitor, e todos, deveriam valorizar e se alegrar com essa nova onda cultural, em que muitas pessoas são alcançadas pela internet. 

Então, se você curte um canal, um blog, um instagram literário, valorize e apoie! Vamos juntos, nos unir (e não dividir, com preconceitos e opiniões mesquinhas) e espalhar o amor pela literatura!

Obrigada à todos que acompanham, admiram e respeitam meu trabalho!

Bjus da Ste!